segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Slings.

sling 2 Slingar é transportar um bebê junto ao corpo, sustentado através de uma faixa. Em diversas culturas (indígenas, africanas, asiáticas), o transporte de bebês e mesmo crianças novinhas através de “tipóias” é um hábito, algo amplamente praticado. Isso por quê a tipóia atua como uma “barriga de transição” (traduzindo bem ao pé da letra), permitindo a continuação da conexão mamãe-bebê, o que é muito favorável ao desenvolvimento emocional desse bebê, além de facilitar a vida da mãe em suas tarefas diárias.

Eu já conhecia o sling bem antes de engravidar, só de ver amigas de Comunidade (do orkut) falando sobre as diversas vantagens e usando com seus babies.

E assim, como na definição que dei aí em cima, vi esse ato de slingar qdo estava em Angola. Lá as mamães só carregam seus bebês assim. Achei incrível a praticidade delas de terem que carregar o bebê e ainda, ás vezes, levar na cabeça um balde de água, uma bacia cheia de roupas, mantimentos, o que fosse. Ou seja, o "sling" delas era uma mão na roda. Até tirei uma foto na época, vejam só:

Sling angola Angolana “slingando” seu filho, pelas costas, enquanto carrega na cabeça um saco de mantimentos. Prático não?

Segue abaixo as vantagens do Sling:

* São mais saudáveis! (ganham peso mais rápido, tem melhor capacidade motora, melhor coordenação, maior tonus muscular, e equilíbrio).
* Auxilia o desenvolvimento motor do bebê e contém os movimentos involuntários da primeira fase (primeiros 3 meses).
* Fortalece e dá firmeza à musculatura das costas.
* Permite que os pais desenvolvam as atividades diárias em contato físico com o bebê.
* Favorece a qualidade e quantidade de sono. (adomercem mais rápido e dormem por períodos mais longos de tempo)
* Ajuda a acalmar o bebê nos momentos de cólicas.
* Tem uma imagem melhor do mundo! (Os bebês empurrados em carrinhos ou que ficam dentro de cadeirinhas de carro, tipo "bebê-conforto" vêem o mundo somente à altura do joelhos dos adultos). *Choram menos! (43% menos em geral e 54%menos durante a noite)
* Permite gêmeos continuarem juntos nos primeiros meses, assim eles podem ganhar peso muito mais rápido do que ganhariam separados.

Mas atenção pra algumas dicas de segurança, ao slingar por aí:

* Certifique-se que seu bebê pode respirar. Slings permitem que os pais fiquem com as mãos livres para fazer outras atividades, mas lembre-se de verificar se há abertura para entrada e saída de ar para seu bebê respirar.

*Nunca permita que seu bebê fique posicionado com o queixo encostado no tórax. Esta regra se aplica não apenas para baby slings, mas também para quando carregar seu bebê nos braços, em bebê conforto, ou em qualquer outra situação do gênero. Esta posição pode restringir a habilidade de respiração dos bebês.

*Nunca permita que o rosto do bebê seja coberto. Cobrir o rosto do bebê pode fazer com que ele respire o mesmo ar por diversas vezes, o que é muito perigoso.

*Não corra, pule ou movimente-se bruscamente. Segundo a The American Chiropratic Association, movimentos bruscos podem causar danos à coluna e/ou ao cérebro do bebê.

*Nunca substitua um assento para veículo por um baby sling. Os baby slings não oferecem a segurança necessária para transportar um bebê num veículo.

*Atividades físicas como andar de bicicleta, patins, entre outros, são desaconselhadas durante o uso do baby sling.

*Cozinhar com um bebê no colo ou em um sling expõe o bebê a risco de queimaduras.

*Verifique sempre as condições do seu baby sling. Costuras, argolas, tecido, sempre dever ser checados antes de cada uso.

*Olhe onde pisa! Tenha cuidado redobrado em escadas, degraus e pisos em desnível. Se possível, evite saltos altos, calças de penas largas, saias muito longas, ou qualquer tipo de situações que possam favorecer o risco de quedas.

*Proteja seu bebê do sol, vento, chuva. O sling não oferece proteção adequada para tais situações.

*Lembre-se que você está ocupando um espaço maior. Tenha cuidado ao passar através de portas, multidões, objetos angulosos, etc.

*Fique atenta às coisas que seu bebê pode alcançar, principalmente quando carregar o bebê nas costas, ele poderá pegar objetos que você não vê.

*Alguns slings possuem bolsos. Use bom senso ao guardar objetos neles. O ideal é que sejam usados apenas para guardar chupetas ou fraldinhas.

Não sei porquê cargas d’água eu não comprei meu sling na época da gravidez. Já podia estar slingando por aí e usufruindo de todas as vantagens dessa “ferramenta'”. Mas já tirei meu atraso e já encomendei na Baby Cool meu sling. Está sendo postado hoje e deve chegar entre amanhã e quarta – feira.

O modelo que eu comprei é esse aqui.

sling navy Não vejo a hora do meu sling chegar. Assim que eu começar a usá-lo vou tirar fotos e prometo postar aqui.

E você? Já slingou hoje?

10 comentários:

  1. Eu acho sling o máximo e acho que o Arthur vai se amarrar!!
    Tô ansiosa pra ver ele aí dentro!
    Bjks, Beta

    ResponderExcluir
  2. Sempre achei sling o máximo. O que vc comprou é lindo. Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Menina,
    Você acredita que eu comprei um sling lindo na Rock Baby quando a Duda tinha um mês e não me adaptei? Sei lá, acho que ela fica com o queixo no tóraz, como você falou, que fica com a cabeça coberta... Não consegui encaixá-la direito. Ainda vou tentar de novo, enquanto isso estou usando uma bolsa tipo canguru que peguei emprestada com uma amiga! Se você conseguir encaixar ele direitinho, faz um post com passo a passo? Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Ai q reizinho aí dentro vai ser demais... muitas fotos, please, estarei no meu barquinho esperando :)

    ResponderExcluir
  5. Também pretendo usar um desses. Comprou com o pessoal de Gramado? Se gostar, nos avise!!! bjs

    ResponderExcluir
  6. Ai, amei o seu modelo, pq era o que eu tava namorando!!!
    hahahahaha
    Mas vou esperar mais pra comprar...
    Quero ver de pertinho...

    ResponderExcluir
  7. Fla,

    Na época do Gui eu não tive sling, mas tive uma canguru da Graco bem legal que servia para bebês de até 8 kg, confesso que não usei quase nada o acessório, acho que por estar sempre de carro e de carrinho. Ainda assim me sinto super seduzida a comprar um sling desta vez... Outro dia estive na Nine e vi uns slings inteiros – sem argola – que amei!!! Você já ouviu falar destes sem argola? Achei bem pratico, mas nunca tinha ouvido falar... Aí, bateu uma tremenda dúvida... O que você acha?

    ResponderExcluir
  8. Menina, usamos o sling desde que a Malu era recém nascida até hoje. Ela tem 1 ano e 2 meses e não saimos de casa dem ele. Acho que a gente consegue aguentar o peso dela até 2 anos. vamos ver!

    Para vc ter uma idéia, em casamentos, ficamos até altas horas dançando na pista de dança com ela dormindo no sling... NÃO VIVO SEM! NÃO CONSIGO ME IMAGINAR SEM!!! VIVA O SLING!!!!!
    bjs,
    Carol

    ResponderExcluir
  9. Oi Flávia, tenho acompanhado o seu blog e adorando. Você esteve em Angola? Eu também estive lá por quase 1 ano por conta do trabalho... Achava o maximo aquelas mulheres usando o "Sling" mas ainda não tinha visto aqui no Brasil.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Tenho maior inveja de quem consegue usar. Bibi simplesmente odeia desde pequena. Nunca ficou.

    ResponderExcluir

Vou adorar receber seu comentário!

Ocorreu um erro neste gadget